quarta-feira, 5 de setembro de 2018

LÂMINA SELVAGEM: NOVO SUPER-HERÓI NACIONAL BUSCA APOIO NO CATARSE



A HQ mostra que  a chacina da Candelária ocorreu para encobrir outro crime que acontecia simultaneamente. Na trama, uma empresa de alta tecnologia, a Biotec, desenvolve o Protótipo Biomecânico em Humanos (P.B.H.), e de forma criminosa utiliza cobaias humanas para seus experimentos. Esses cobaias na realidade eram mendigos sequestrados para tal finalidade. Para desviar a atenção do fato dos mendigos estarem sendo sequestrados pela Biotec para experimentos ilegais,  outros mendigo eram chacinados na Candelária no mesmo momento.  Como se não bastasse isso, o país é administrado por um governo corrupto que utiliza contratos com contrapartidas em forma de propina! Em meio a todos esses problemas de criminalidade e corrupção,  surge o Esquadrão Selvagem, criado pela Biotec com o objetivo de proteger as ruas do Rio de Janeiro.


Essa ilustração é meramente para divulgação, não sendo a definitiva que estará na HQ.
No entanto, Biotron, uma empresa de tecnologia e biomecânica rival da Biotec, furta o projeto da P.B.H. aperfeiçoando-o e cria um ciborgue assassino, o Mutilador. Então ele une-se a facções criminosas e passa a caçar os membros do Esquadrão até massacra-los, restando apenas um único sobrevivente.

Esse remanescente acaba descobrindo a verdade sobre seu passado e a partir daí, sai em busca de vingança tanto contra a Biotec que o sequestrou e o utilizou como cobaia humana, quanto contra Mutilador que assassinou seus companheiros e a Biotron responsável pela criação do ciborgue asassino.

Nesse meio tempo ele é sequestrado pela Biotron e passa por um processo de aperfeiçoamento. Após concluído, ele consegue fugir e torna-se o Lâmina Selvagem.





Essa é a trama básica criada pelo pernambucano Adriano Silva e que conta a origem deseu super-herói,  Lâmina Selvagem.
Adriano tem uma empresa de assessoria e consultoria em regimes próprios de previdência e atende em Pernambuco onde reside e também no Rio grande do Norte. Nas horas vagas se dedica a seu personagem.




A arte da HQ é do ilustrador, designer gráfico e quadrinista Ricardo Jaime,  que atua na área criativa à mais de 10 anos e já  fez trabalhos para várias editoras americanas tendo já ilustrado SilverWolf, O Sombra, Batman, Bicho Mix, Barbarella dentre outros e é o desenhista oficial das novas HQs de Mr. Bean para a Dabel Brothers.


Já a capa é do quadrinhista José Luis, que atualmente faz trabalhos para a DC Comics mas já trabalhou para outras editoras americanas tais como  Dark Horse Comics, Valiant Entertainment, Dynamite Entertainment, Top Cow Productions, Zenescope Entertainment, Big Dog Ink.



As cores são do americano  Mike Stefan (Games Cards Alien, Games Cards Captain América, Evil Ernie V2 #1,2,3,4,5,6, Fly: The Fall #1, Wonderland #18, Grimm fairy tales #93, Grimm Unleashed #2,#6, Grimm Fairy Tales Wounded Warriors Special #1, Grimm Universe #1, Irresistible #3, Grimm Fairy Tales Animated One Shot)










Na edição ainda teremos vários pinups e prints especiais. Lâmina Selvagem volume 1 terá três capítulos em 72 páginas de pura aventura, impressa em papel couché 90 g e capa envernizada.

Para apoiar ou conhecer mais sobre o projeto, os brindes e os valores, acesse a página do Catarse clicando aqui







Um comentário:

  1. Agora sim meu grande camarada e irmão Ricardo Quartim! Belíssima matéria!

    ResponderExcluir