quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

STAR TREK DISCOVERY - O que sabemos até então!



Jornada nas Estrelas é um fenômeno mundial com produtos em diversas mídias dos games aos filmes, passando por livros, quadrinhos e incontáveis artigos colecionáveis, mas sua origem foi na TV em 1966. Após um retorno de sucesso como franquia cinematográfica, a série ganha uma nova versão televisiva e este artigo reúne o que sabemos até aqui a respeito da próxima Trek Série.

—A série se chamará Star Trek Discovery. Claramente uma homenagem ao ônibus espacial Discovery, a nave com maior número de missões (39, em 27 anos de serviço) dentro do programa de ônibus espaciais da NASA.

—Estreia programada para MAIO de 2017.

— As aventuras acontecerão 10 anos antes das primeiras viagens do Capitão Kirk e Spock. dentro do universo regular de Jornada nas Estrelas, o Universo Prime, originalmente criado pelo produtor Gene Roddenberry. Nada de Abramsverse. Levando em conta que os recursos  financeiros dos filmes produzidos por JJ Abrams são impeditivos para manter uma unidade visual com relação à série. Outro motivo para a série Discovery ser situada no Universo Prime é o fato dos roteiristas dos filmes ficarem livres de conexões de continuidade com a série.


— A nave será a USS Discovery NCC 1031. A base para o seu design foi a Enterprise criada por Ken Adams e Ralph McQuarrie (sim, ele mesmo,  o ilustrador famosão de Guerra nas Estrelas) para Star Trek: Planet of Titans, um filme planejado em 1977 mas não produzido.

— Em entrevista Brian Fuller mencionou que apesar da série se passar num período próximo do primeiro piloto (The Cage, 1965) os uniformes da série não necessariamente serão iguais aos já vistos, embora o uniforme venha a ter referências reconhecíveis.

— A série terá uma protagonista feminina, no cargo de Tenente Comandante. Tem sido apontados, nos sites especializados, um personagem gay e um Capitão Klingon.                                                    
http://ncc-1031.com/star-trek-discovery-female-lead/
https://observatoriodocinema.bol.uol.com.br/series-e-tv/2016/11/star-trek-discovery-tera-capitao-klingon-e-almirante-mulher-diz-site

—A protagonista da série será uma tenente-comandante interpretada pela atriz Sonequa Martin-Green conhecida por seu trabalho na série The Walking Dead.

—Inicialmente programada para estrear em Janeiro de 2017, Star Trek Discovery foi adiada para Maio por motivos de produção. Atualização en 19/Jan/2017: A CBS atualizou os fãs de que possivelmente STD sofra mais um ajuste de data de lançamento.
— A série estreará primeiro na CBS e em seguida será disponibilizada para 118 países pelos serviços de Streaming CBS All Acess, Crave Tv que atenderá o Canadá e Netflix que disponibilizará a série para o Brasil. (Nota: Todas as demais séries de Star Trek: A série Original, Nova Geração, DS9, Voyager e Enterprise já estão disponíveis via Netflix).

—A CBS liberará os episódios semanalmente, com esta determinação a empresa visa ampliar o número de assinantes ao longo da exibição da série.

—Os produtores-criadores da série são Alex Kurtzman (Roteirista e produtor associado a JJ Abrams e Roberto Orci, junto com estes criou a série FRINGE; Foi roteirista em Watchmen (2009), Star Trek (2009)  e Star Trek Into Darkness (2013) e Bryan Fuller (começou como roteirista para as séries DS9 e Voyager, foi produtor nas séries Hannibal, Pushing Daisies, ST:Voyager). O produtor Akiva Goldsman, produtor da série FRINGE (que possui várias referências ao universo Trekker e contava com Leonard Nimoy no elenco) fará parte da equipe criativa da série num cargo ainda não especificado.

Nicholas Meyer, produtor e roteirista, diretor de ST II: A Ira de Khan e ST VI: A Terra Desconhecida e roteirista de ST IV: A Volta para Casa será um dos consultores da série.

Rod Roddenberry, produtor, diretor e roteirista, filho do Produtor e Roteirista Gene Roddenberry (criador de Jornada nas Estrelas) e da atriz Majel Barret (Enfermeira Chapel na série original e Lwaxana Troi na Nova Geração) estará envolvido em STDiscovery como produtor executivo.



— Cada episódio terá o custo de produção de aproximadamente 6 milhões de dólares e serão filmados em Toronto (Canadá). Em 1987 os episódios de Jornada nas Estrelas A Nova Geração custavam cerca de US$ 1,3 Milhões. Os episódios da  série original tinham um custo médio de US$ 190.000. À exceção dos dois episódios piloto, o episódio mais caro na série original foi Cidade à Beira da Eternidade (US$ 250,000).

Tony Todd está na lista final de atores selecionados para a série. Conhecido por interpretar Kurn (irmão de Worf na Nova Geração) e por participação e em DS9 e Voyager, Ton Todd teria um papel de destaque na produção independente (recentemente caçada e cancelada) Axanar.
Michelle Yeoh, conhecida pelo filme O Tigre e o Dragão foi contratada para atuar em ST:Discovery como Capitã Han Bo, da USS Shenzhou.



— Os atores Chris Obi, Shazad Latif e Mary Chieffo estarão no núcleo pobr...Núcleo Klingon de STD.

— O produtor Bryan Fuller foi afastado da série em outubro, mas permanecerá nos créditos pois escreveu os dois primeiros episódios e a história que rege o arco desta primeira temporada. Ele mencionou no twitter que o episódio "Balance of Terror" será uma referência para a série. O episódio citado é marcado pela primeira aparição dos Romulanos e apresenta metaforicamente uma batalha entre um navio e um submarino. A inspiração para o enredo do episódio veio dos filmes O Mar é Nosso Túmulo (1956) e A Raposa do Mar (1957).

Joe Menosky (um dos roteiristas de ST Voyager) e Kristen Beyer (autora de romances de Star Trek) estão entre os roteiristas da nova série.

—O ator James Frain interpretará Sarek, um Embaixador Vulcano de fama lendária e pai do famoso Oficial de Ciências e Primeiro Imediato da Enterprise NCC-1701, Spock. (atualizado em 19/Jan/2017)

Fica a torcida para o êxito da nova série, que mais produções de qualidade surjam com a marca e no seu rastro e que o legado de Jornada nas Estrelas continue inspirando artistas e cientistas mundo a fora estimulando-nos a ir audaciosamente aonde nenhum homem jamais esteve.





VEJA TAMBÉM:
http://laboratorioespacial.blogspot.com.br/2015/11/jornada-nas-estrelas-resumo-da-opera.html

http://www.trekbrasilis.org/






Um comentário: