segunda-feira, 25 de junho de 2018

As Faces de Hércules: Mark Forest





















Nascido em New York no dia 16 de janeiro de 1933, da terceira geração de ítalo-americanos, o jovem Lorenzo Luiz 'Lou' Degni, inspirado pelas revistas de fisiculturismo, começou a se exercitar regularmente aos 13 anos. Aos 19 conseguiu ficar em 27º lugar no Mister América. Neste período começou a fazer apresentações de atletismo e força física em clubes noturnos, uma experiência de palco que colaborou para que desenvolvesse uma visão artística e teatral. Após ir a Hollywood fazer um teste para um filme de Tarzan, o jovem fisiculturista acabou entrando para a companhia de shows da atriz Mae West. Em 1954, Lou Degni recebeu o título de Mr Venice Beach e ficou em segundo na competição Mr Muscle Beach.












O também fisiculturista e ator Steve Reeves havia estrelado épicos na Itália em 1958 e 1959 e percebendo a enorme receptividade do público os produtores procurando atletas com perfil semelhante ao de Reeves encontraram Lou Degni que logo mudaria o nome artístico para Mark Forest. Seu primeiro filme foi La Vendetta di Ercole, 1960 (A Vingança de Hércules), mas—vejam como eram as coisas nos filmes de sandálias e espadas— dado o grande sucesso de "Golias e os Bárbaros", 1959 com Steve Reeves, os distribuidores dos Estados Unidos mudaram o nome do filme (e do protagonista) para Golias. Com isto o filme saiu com o título de Goliah and the Dragon.


















A exemplo dos outros atores do mesmo período (décadas de 1950 e 1960) Mark Forest interpretou Hércules e seus análogos Maciste, Golias, Colossus. Aqui vale uma observação sobre o Hércules desta época. Não havia uma preocupação em alinhar o personagem com as lendas e façanhas da mitologia grega, em alguns filmes até a relação entre Hércules e Zeus é omitida. Os heróis podiam ter os nomes intercambiáveis porque suas características eram bem semelhantes: uma incrível força física (as vezes sobre-humana) e uma inabalável sede de justiça.


Mark Forest emprestava um ânimo mais leve a sua atuação, fazendo que seus personagens parecessem mais jovens e intempestivos que outras versões mais sóbrias como o Hércules de Reg Park (mais maduro) ou o de Steve Reeves (mais romântico).

Dono de uma voz bonita e potente, Mark Forest deixou os filmes de ação para dedicar-se ao canto lírico tornando-se posteriormente professor. Atividade na qual atua ainda hoje conciliada com a atividade de personal trainer.

Filmografia Selecionada:

Embora 5 dos filmes de Mark Forest contenham Hércules no título, apenas dois tenham sido escritos e desenvolvidos originalmente para o personagem.


-A Vingança de Hércules (La Vendetta di Ercole, 1960. Outros títulos: Goliah and the Dragon,  Golias e o Dragão): O filme teve o título e o nome do protagonista mudados para o lançamento nos Estados Unidos para aproveitar o rastro de sucesso do Golias interpretado por Steve Reeves. Os produtores e distribuidores não ligavam muito para certos "detalhes" desde que as soluções ampliassem o fluxo de caixa. Mudar o nome de Hércules neste filme exigiu um certo malabarismo pois a trama se inicia com o cumprimento do décimo segundo trabalho de Hércules. O Rei Euristeu na tentativa de dominar Tebas (sempre protegida pelo semi-deus) conspira para usar o filho de Hércules para destruí-lo.


-Hércules contra os Filhos do Sol (Ercole contro i figli del sole, 1964): Naufragando em uma terra distante Hércules é atacado por um exército brutal e alia-se a um grupo de rebeldes liderados pelo filho do Rei deposto, Príncipe Maytha, interpretado pelo astro de Western Spagetti Giulianno Gemma. Hércules auxilia os novos amigos construindo máquinas de guerra e preparando-os para um combate que pode restituir o trono a quem de direito.

-Hércules contra os mongóis (Maciste contro i mongoli, 1963): Na versão distribuída para as Américas Maciste é trocado por Hércules. As últimas instruções do Imperador Gengis Khan em seu leito de morte foram para que seu Império passasse a viver em paz com o Ocidente. Contrariando as determinações do pai, seus três filhos iniciam uma série de ataques brutais, pilhando e destruindo cidades e vilas. Hércules impede o assassinato de um garotinho e de um grupo de pessoas e descobre que trata-se de Alessio de Tudela, irmão da bela Princesa Bianca que encontra-se prisioneira dos saqueadores. Para vingar a morte do Rei e restabelecer o Trono de Tudela, Hercules enfrentará batalhas, torneiros e conspirações. Hércules e Maciste são personagens da antiguidade mas o rigor histórico não era uma preocupação dos produtores dos filmes de espada e sandália. O Império Mongol de Gengis Khan teve sua expansão por volta dos anos de 1207 a 1227 ( Idáde Média 476 d.C. a 1492 d.C.)
 
-Maciste, o Filho de Sansão (Maciste nella valle dei re, 1960): Um artifício comum da época para chamar atenção da audiência era ter o nome de heróis famosos no título do filme: O Filho de Sansão, Filho de Hércules, Filho de Robin Hood etc. Fora da itália o herói Maciste ainda não era um fenômeno, então chamá-lo de filho de Sansão era uma forma de promover uma familiaridade junto ao público. 


MAIS:
Mark Forest in Brian's Drive-in Theater
Mark Forest na wikipedia (em português)
Mark Forest na wikipedia (em inglês)
La Vendetta di Ercole aka Goliah and the Dragon (filme completo no youtube)
Hercules against the Mongols originalmente Maciste conto il mongoli (filme completo no youtube)
Son of Samson,1960 (Maciste nella valle dei re) (resenha)
Peplumtv.com
The Magnificent Gladiator (dvddrive-in)
 PeplumTV.com






http://laboratorioespacial.blogspot.com/2018/06/os-codigos-de-ur-uma-viagem-atraves-das.html


http://laboratorioespacial.blogspot.com/p/quadrinhos.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário