terça-feira, 27 de junho de 2017

Como funciona um Gabarito de Quadrinhos









A palavra Gabarito significa modelo, medida, padrão. Os Gabaritos são usados para estabelecer um padrão de produção e é exatamente por isso que são utilizados nas Histórias em Quadrinhos e na produção de ilustrações, cards, storyboards etc. Quando uma revista é criada seu tamanho final, suas áreas de matérias e reportagens são determinadas no design gráfico e para que todas as partes do produto de encaixem e ninguém perca tempo reajustando tamanhos, cortando ou remodelando páginas é que se usa um gabarito.

Editoras diferentes usam gabaritos diferentes seja por causa do tamanho/formato de seu material editorial seja por uma questão de identidade visual. Na internet é possível encontrar os modelos de gabaritos de diversas casas editoriais, isso ajuda a produção de portfólios, submissions etc.

Os gabaritos de quadrinhos possuem bases semelhantes:
Área de Identificação — Contém espaço para escrever o nome da revista e da história, número da página, crédito do desenhista, arte-finalista (em alguns casos o roteirista também é creditado). Nesta região fica também o selo da Editora ou do Estúdio.

Área de Trabalho — É o retângulo central da página. Todas as informações importantes precisam ser desenhadas ali, independente de quão ousada seja a diagramação do artista. Tudo que ficar fora do retângulo central é considerado descartável. Os balões, os recordatórios, os créditos e notas de editor serão posicionados nesta região. Dica extra: Lembre-se de deixar uma área de respiro quando desenhar qualquer painel, se você atulhar todos os seus quadros com muitos elementos alguns deles certamente serão cobertos pelos balões. Normalmente 1/3 de cada painel é deixado com elementos não essenciais justamente para a entrada dos balões, recordatórios etc.

Área de Sangramento — Toda a região do papel que está fora da Área de Trabalho é Área de Sangramento. Em algumas diagramações as artes são feitas até a borda do papel, isso garante uma segurança para a extensão da arte. Normalmente as áreas de sangramento são usadas quando o design gráfico requer que a página final tenha artes que migram até a borda do papel em sua versão final impressa.

Linha de corte — Tradicionalmente marcada com um tracejado ou com linhas de corte nas extremidades superiores e inferiores, esta área mostra onde sua arte será cortada. A linha de corte mostra o tamanho (em proporção) do papel onde as páginas serão impressas. A área de sangramento é maior que a linha de corte para garantir que todo o espaço seja coberto por arte pois as máquinas de corte possuem um nível sutil de imprecisão.

Abaixo você vê um gabarito genérico no formato mais tradicional dos quadrinhos, com marcações de linhas de corte, área de trabalho etc. Existem gabaritos específicos para quadrinhos nas lojas de arte e em alguns estúdios de desenho, mas você pode criar seu próprio gabarito usando como moldes os padrões das editoras. Com uma breve pesquisa na internet é possível encontrar gabaritos da Marvel, DC e outras. E não custa nada enfatizar a importância do uso de um gabarito em qualquer projeto de quadrinhos (mesmo os digitais). Editores, artistas e diagramadores tem suas tarefas agilizadas com a simples adoção do uso de gabaritos.



MAIS:

http://laboratorioespacial.blogspot.com.br/2017/05/dicas-para-montar-e-apresentar-um.html




http://laboratorioespacial.blogspot.com.br/2016/02/tiras-tamanhos-e-proporcoes.html


http://laboratorioespacial.blogspot.com.br/2016/02/sobre-tiras.html



Nenhum comentário:

Postar um comentário